Soja: negócios pontuais e alguns novos volumes nos portos

23/01/2018 9:25:06

Com feriado na segunda-feira (15) nos Estados Unidos, o mercado da soja teve uma semana de calmaria, com menos tempo para os negócios. Ainda assim, houve alguns fechamentos nos portos, seguindo com forte demanda na exportação. Cresceu também a demanda interna das indústrias regionais que trabalham com biodiesel, que já estão se preparando para a produção do B10 (aumento da mistura de biodiesel no diesel, dos atuais 8 para 10%) que entra em vigor no início de março. A nova fase do biocombustível, que aumentará o consumo de óleo de soja, já levou os produtores a aumentarem os estoques do grão para ser esmagado. Com isto, os valores de fechamentos da soja próximos a estas indústrias estavam proporcionalmente melhores do que nos portos, onde estiveram na faixa dos R$ 72,00 para embarques de curto prazo, e R$ 73,00 para maio, ainda em ritmo lendo, com poucos volumes negociados.

Na semana que se inicia, a tendência é que os negócios continuem regionalizados, com pouco movimento nos portos, e domínio de fechamentos das sobras da safra passada, uma vez que a colheita ainda está no início e com atraso; todos os grãos novos têm sido utilizados para quitar contratos. Com relação à economia, os olhos estarão voltados para o julgamento de Lula, na quarta-feira (24), que, caso seja absolvido, poderá ser candidato a presidente, e deve seguir na liderança das pesquisas frente aos demais concorrentes. Isto afastará novos investidores, aumentando a saída de dólares e, consequentemente, promovendo a alta da moeda americana. Por outro lado, caso seja condenado, favorecerá a entrada de investimentos e limitará o valor do dólar, que também dependerá da aprovação da Reforma da Previdência. Por isto, muitos produtores com soja disponível para negociação estão aguardando os próximos acontecimentos, à espera de um movimento cambial que favoreça fechamentos curtos e longos.

Fonte: Brandalizze


Siga a Arysta