Relatório da Conab diminui safra brasileira de milho

15/02/2018 10:16:51

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou, na última quinta-feira (08), seu relatório mensal. O estoque inicial do milho foi reduzido de 18,9 para 18,7 milhões de toneladas, números ainda que não convencem o mercado, que não consegue enxergar onde estão estes estoques.

Para a safra, a Conab reduziu a produção total para 88 milhões de toneladas frente às 92,3 milhões apontadas no último mês. A safra de verão apresentou queda, com 24,7 milhões de toneladas, contra 25,2 milhões de janeiro e 30,5 milhões no ano passado. Para a safrinha, também houve ajuste para baixo, com 63,2 milhões de toneladas, frente a 67,2 milhões do mês passado e 67,4 milhões em 2017.

Estes números apontam uma redução de oferta próxima das 10 milhões de toneladas, que vai na contramão do consumo, que aumentou para 58,5 milhões de toneladas contra as 56,2 milhões do ano passado. As exportações em leve queda mantiveram o estoque final praticamente igual ao inicial, com 18,7 milhões de toneladas; essas sobras parecem não refletir a realidade, já que no momento há poucos vendedores de milho da safra velha no mercado.

Após o Carnaval, o mercado do milho terá uma semana curta, começando na tarde desta quarta-feira (14), com apenas dois dias efetivos de movimento comercial. Com poucos vendedores, não são esperados grandes negócios e os indicativos devem permanecer estáveis, com chance de alguma pressão de alta por parte dos vendedores que surgirem. Há a expectativa também de movimento de entrega de milho novo de balcão, e o trabalho deve seguir, junto com os estoques que o setor de ração tem nas mãos.

Fonte: Brandalizze


Siga a Arysta