Programa de Recebimento de Embalagens percorre o Sul e o Litoral gaúcho

18/11/2015 16:48:14

Inicia no dia 16 de novembro o roteiro do Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos pelas regiões Sul e Litoral do Rio Grande do Sul. Produtores de tabaco de 44 municípios poderão destinar corretamente as embalagens em roteiro que inicia em Pelotas e Arroio do Padre, seguindo por Piratini, Canguçu, Morro Redondo, Cerrito, Turuçu e São Lourenço do Sul. Em 2016, o roteiro reinicia no dia 11 de janeiro e se estende até o mês de março. O roteiro completo está disponível no site do SindiTabaco (www.sinditabaco.com.br).

A ação permanente e itinerante, desenvolvida pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e empresas associadas desde o ano 2000, com o apoio da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), já possibilitou a correta destinação de mais de 12,3 milhões de embalagens. Atualmente, o programa percorre 563 municípios e 2,3 mil pontos de coleta, beneficiando mais de 130 mil produtores gaúchos e catarinenses. De acordo com o presidente do SindiTabaco, Iro Schünke, o objetivo do programa é preservar o meio ambiente de possível contaminação por descartes inadequados e proteger a saúde e a segurança dos produtores de tabaco e de suas famílias.

As embalagens coletadas são destinadas às centrais de recebimento e triagem credenciadas pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV). Ao entregar as embalagens, os produtores ganham um comprovante, fundamental para justificar conformidade com a legislação vigente junto aos órgãos de fiscalização ambiental. Entre as exigências para o recebimento, está a realização da tríplice lavagem e a inclusão da tampa do recipiente no momento da entrega.

Passo a passo da tríplice lavagem (Fonte: inpEV)
1. Esvaziar totalmente o conteúdo da embalagem no tanque do pulverizador;
2. Adicionar água limpa à embalagem até 1/4 do seu volume;
3. Tampar bem a embalagem e agitar por 30 segundos;
4. Despejar a água da lavagem no tanque do pulverizador.
5. Repetir por mais duas vezes a operação e inutilizar a embalagem, perfurando
o fundo;
6. Armazenar em local apropriado até o momento da devolução.
Importante: realizar a lavagem durante o preparo da calda, utilizando o
Equipamento de Proteção Individual (EPI).

 

Fonte: Agrolink


Siga a Arysta