Cultivo de algodão tem alta em MG

04/03/2016 16:14:49

A produção de algodão herbáceo em caroço, em Minas Gerais, crescerá 12% na safra 2015/16. A expectativa é colher 75,6 mil toneladas do produto. Do total, 28 mil toneladas serão de algodão em pluma, volume que representa cerca de 20% da produção brasileira. O preço da arroba de pluma está mais atrativo que os praticados na safra anterior, o que justifica o incremento na produção.

Em Minas, o algodão em pluma encerrou fevereiro cotado, em média, a R$ 85,80 por arroba, valor 63,4% maior que o praticado em igual período do ano passado, que era de R$ 52,5 por arroba.

Para o coordenador do Programa Mineiro de Incentivo à Cultura do Algodão (Proalminas), desenvolvido pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Lindomar Lopes, o mercado mineiro para o algodão é promissor.

“O mercado mineiro é excelente, sendo o Estado considerado como o quarto polo brasileiro têxtil. Nos últimos anos, o mercado tem sido favorável aos produtores pelos preços compensadores e pela qualidade do algodão produzido no Estado. A produção mineira poderia ser bem maior, mas as condições climáticas altamente favoráveis e a situação geográfica estratégica permite que os produtores invistam em culturas mais atraentes e compensadoras financeiramente, como o milho e a soja”, explica Lopes.

Na safra atual, os produtores mineiros ampliaram em 11,7% a área de cultivo do algodão, somando 20,4 mil hectares, frente aos 18,2 mil hectares utilizados anteriormente. Grande parte da produção, 85%, está concentrada em 80 grandes e médios produtores. Sendo que somente os 15% restantes produzem 8 mil toneladas. A irrigação é utilizada em 25% da área plantada, predominando a cultura em sequeiro.

Fonte: Jornal Diário do Comercio/MG


Siga a Arysta